paisagens, uma rápida apresentação

As paisagens são decorrentes da ação milenar dos processos da natureza; são também construção social decorrente do trabalho e dos valores humanos em transformação e interação com processos naturais, desenhadas e desenhando a história e a contemporaneidade de habitarmos o mundo. São, portanto, reveladoras contundentes de nossos valores e práticas sociais.

Sua fisionomia e suas significações podem proporcionar poderosas sensações estéticas em nosso ânimo, tanto quanto desaparecer na familiaridade do nosso cotidiano. O conhecimento de seus processos e das implicações e impactos de nossas ações técnicas na construção do espaço social implica múltiplas escalas interagentes do local ao regional. Também, implica múltiplas temporalidades, guardando a memória dos que viveram antes de nós e a dos processos naturais essenciais e integrados à vida.

Nelas, nas paisagens, partilhamos nossa existência e jamais há como nos subtraímos a elas, assim foi com nossos pais e será com nossos filhos. Nesse sentido, a paisagem é uma herança, que geração após geração transformamos, deixando aos que nos sucedem as consequências de nossos acertos e erros. Portanto, as paisagens nos convidam, erguendo os olhos, a ver horizontes mais amplos e responsáveis, demandando políticas sociais e a consciência ética dos valores sociais e identitários em que existimos e nos transformamos.

A qualidade ambiental, social e estética das paisagens em que existimos e construímos nossas relações, afetos, esperanças, são parte indissociável da nossa qualidade de vida, dos nossos modos de vida, produção e convívio, das relações que estamos construindo vivendo juntos. As paisagens em que existimos são, portanto, nossa responsabilidade e um bem comum, um patrimônio humano coletivo que nos transcende e do qual depende a nossa existência e a de nossos filhos nessa maravilhosa bola azul em que navegamos pelo cosmo.

Euler Sandeville Jr. 29 de setembro de 2020

SANDEVILLE JUNIOR, Euler . Paisagens, uma rápida apresentação. Instituto da Paisagem, 2020.


espiral da sensibilidade e do conhecimento
um projeto de euler sandeville

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s